SANDBOARD

FICHA TÉCNICA

Modalidade – Sandboard
Origem – Brasil
Ano de Criação – 1986
Local de Criação – Florianópolis /SC
Inventor –
Local de Prática – Dunas
Participantes – individual
Equipamentos – Prancha
Esporte Olímpico – Não

Criado no ano 1986 em Florianópolis, Santa Catarina, o Sandboard é um esporte que consiste em descer dunas de areia com a utilização de uma espécie de prancha similar à prancha de snowboard, usada na neve. A ideia surgiu como uma alternativa para os surfistas nos dias em que o mar não estava bom para a prática do surfe.
O esporte começou a ganhar popularidade entre os surfistas e skatistas que descobriram o quão divertido era deslizar nas dunas, eles fabricavam suas próprias pranchas usando pedaços de madeira, porém encontram-se diferentes versões sobre o surgimento do sandboard. A prática não se resume apenas a uma descida em uma montanha de areia, pode-se praticar o esporte de diferentes maneiras, nas quais o praticante usa sua prancha de diferentes formas, sendo as competições divididas em modalidades que são Big Air, Sloope Style, Boarder Cross e Slalon e as manobras divididas em grupos conforme suas principais características. Em Florianópolis, as Dunas da Praia da Joaquina são a grande atração, a vegetação mais próxima do mar é formada por espécies halófitas e o vento é constante.
Tendo em vista que a prática do sandboard é proporcionada por diferentes situações de interesse pelo esporte, o autor divide a prática em três âmbitos distintos: turismo, lazer/esporte e profissional.
O equipamento básico é composto pela prancha e a fixação para os pés, além da vela utilizada para o deslize da prancha. Ainda não há uma metodologia de ensino do sandboard, mas foram montadas algumas etapas que podem ser seguidas para o ensino da técnica do sandboard.
Pode-se encontrar diferentes versões do surgimento do sandboard, que citam que o esporte foi criado no Brasil, mais especificamente em Florianópolis, sendo considerado pelos seguidores desta vertente como sendo um esporte de criação nacional.
O sandboard surgiu no Brasil e é um esporte relativamente recente: foi inventado em 1986, em Florianópolis. A idéia partiu de alguns surfistas que procuravam alguma coisa pra fazer quando as ondas não estavam boas para a prática do surf.
Nos últimos anos, o esporte tem tido um grande crescimento e vem atraindo cada vez mais um número maior de adeptos, principalmente após a veiculação de matérias na mídia. Atualmente, o esporte é praticado em vários países, como Brasil, Argentina, Uruguai, Estados Unidos, Austrália e África.
Origem do nome Sandboard
Sandboard tem o nome originado pela junção de duas palavras da língua inglesa Sand – Areia e Board – Prancha. O mesmo que acontece no Snowboard, em que no caso muda-se a palavra snow que significa neve.
Em pleno sul de um país tropical em um dia sem ondas boas para o surf, e claro, sem neve, o jeito é pegar sua prancha e descer as dunas. A prática do sandboard é simples, porém as técnicas de manobras foram evoluindo.
O principal nome do sandboard brasileiro é, sem dúvida, o tricampeão mundial e tetracampeão sul-americano, Digiácomo Dias. O atleta nascido em São Paulo, mas radicalizado em Florianópolis é o maior destaque no cenário nacional, e grande referência para quem está iniciando no sandboard.
Atualmente no contexto dos esportes de pranchas, neste caso especificamente o sandboard, ele é o quarto esporte mais praticado nesta grande família dos esportes radicais e em novembro de 2004, o Projeto de Lei nº 283/04, de autoria do deputado Onofre Agostini, reconhece oficialmente Florianópolis é “Capital Catarinense do sandboard”.
Sendo assim verificar-se que o esporte tem certa importância no cenário esportivo.
A prática de sandboard não se resume apenas a uma descida em uma montanha de areia, pode-se praticar o esporte de diferentes maneiras, nas quais o praticante usa sua prancha de diferentes formas, podendo fazer desde uma descida em linha reta até acrobacias em saltos em rampas, sendo assim, o esporte pode ser dividido em modalidades.
Modalidades
Big Air: Nessa modalidade o atleta realiza apenas um salto em cada descida, podendo, dependendo da competição realizar diversas descidas. O campeão é aquele que executar o salto com a manobra mais radical, mais técnica e com maior amplitude, sendo considerado também a maneira como o atleta “aterrisa”.
* Slope Style: Essa modalidade, semelhante ao “street” do skate, vence aquele que executar as melhores manobras em um percurso com rampas e corrimões. Diferentemente do Big Air, o atleta realiza manobras em mais de um obstáculo (ex: uma rampa e um corrimão; duas rampas; 2 rampas e um corrimão), o número de obstáculos em uma descida dependerá também do comprimento da descida.
* Boardercross: É uma corrida entre quatro atletas em um percurso com obstáculos, rampas e curvas fechadas. Vence aquele que chegar primeiro.
* Slalom: É uma descida de velocidade, com o percurso marcado por bandeirinhas que devem ser contornadas, recebendo o título aquele que obter o menor tempo cronometrado. Em algumas competições são realizadas o Duel Slalom, no qual são construídos dois percursos simétricos e paralelos, com os dois atletas largando simultaneamente, e sendo o vencedor aquele que chegar primeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *