FRESCOBOL

FICHA TÉCNICA

Modalidade – FRESCOBOL
Origem – Brasil
Ano de Criação – 1945-1946
Local de Criação – Rio de Janeiro/RJ
Inventor – Lian Pontes de Carvalho
Local de Prática – Quadra de Areia
Participantes – 2 ou 3 Atletas
por equipe
Equipamentos – Raquete e Bola
Esporte Olímpico – Não

O Frescobol, esporte genuinamente brasileiro, idealizado pôr Lian Pontes de Carvalho nos anos 1945/1946, em Copacabana-RJ.Para nós brasileiros, frescobol é sinônimo de praia. Quem já foi à praia e nunca jogou uma partidinha sequer de frescobol? É dessa prática esportiva que trata este texto.

Sobre a história do frescobol, o que se sabe é que a sua prática surgiu antes do nome. Tudo indica que o frescobol seja uma derivação da prática do tênis de praia.
As partidas de frescobol são jogadas sempre com jogadores de uma mesma equipe, que podem escolher entre quatro modalidades diferentes:

1. Livre – Os jogadores precisam manter a bola em movimento aéreo durante o maior tempo possível;
2. Veloz – A partir de um tempo dado de 1 minuto, a dupla deve rebater a bola o maior número de vezes possível;
3. Radical – A bola deve ser mantida aérea durante todo o tempo da apresentação e os atletas devem atacar de maneiras diversas;
4. Especialistas – Ao se apresentar, a dupla elege o especialista em ataque e o especialista em defesa. O especialista em ataque deve executar os movimentos de modo bastante diversificado e, como em outras modalidades, deve manter a bola no ar o maior tempo possível.
Porém, praticar frescobol não significa participar de competições. O custo de um par de raquetes de madeira e de uma bolinha de plástico é bastante baixo, o que permite que a maioria das pessoas tenha acesso a esse esporte. Contrariando o baixo custo, há o alto benefício da prática: por ser uma prática de intensidade moderada e de longa duração, ela aumenta a capacidade cardiorrespiratória, além de fortalecer a musculatura dos membros superiores e inferiores.
Atualmente o frescobol é um dos esportes mais difundidos nas praias brasileiras. O esporte é jogado em todos os estados do Brasil, bem como no exterior. No frescobol não existem adversários, e sim, parceiros, que preparam as jogadas para que haja sempre um bom jogo, a máxima do esporte é: “Único esporte em que do outro lado da quadra você não tem um adversário, e sim um parceiro”. Existem diversas maneiras de se jogar, mas geralmente os jogadores se alternam em ataque e defesa. É um esporte solidário, no jogo comum nunca há a preocupação de marcar pontos ou vencer, simplesmente manter o máximo a bolinha no ar, porém no formato de competição as esquipes jogam e fazem suas apresentações com a finalidade de alcançar mais pontos que as outras que se apresentam. O esporte é fácil de ser praticado e barato, dispensa campos delimitados e roupas especiais, é um excelente exercício físico e ótimo entretenimento, quem joga frescobol com frequência e intensidade apura os reflexos e mantém-se em forma. No frescobol, todos podem confraternizar, jamais haverá diferenças sociais ou quaisquer outras que impossibilitem alguém de jogar, é um esporte para todos.
Frescobol é um dos esportes mais difundidos nas praias brasileiras, um esporte sem rivalidade, sem derrotados ou vencedores. Com um objetivo muito simples: manter a bola sempre no ar. A prática, além de estimular a produção de endorfina, gerando prazer para o corpo, tem muitos outros benefícios. O jogo de raquetes que adotou a areia das praias como a sua quadra, tem a capacidade de desenvolver o espírito de colaboração, o senso de trabalho em grupo e as relações de amizade. A parte física é a que mais ganha. O frescobol trabalha bastantes os braços e as pernas, ativa a respiração, acelera a resposta dos reflexos e aumenta a coordenação motora. Para quem quer perder peso, o frescobol também não deixa nada a desejar. Com apenas meia horinha de jogo é possível perder cerca de 200 calorias. Um ótimo exercício aeróbico, capaz de ajudar tanto fora como dentro. De um lado reforça a saúde, do outro embeleza a estética. Hoje o frescobol se profissionalizou e tem até suas práticas competitivas, com direito a federações e competições, a essência do jogo, fundamentado na reciprocidade, continua a mesma. É um esporte de facílimo aprendizado, recomendado para todas as idades. E também um dos com menor custo para o praticante, pois além do equipamento ser simples, é barato e acessível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *